.posts recentes

. "Palavras para quê"

. "O melhor do mundo são os...

. Vale a pena pensar nisto

. Filhos de pais em guerra

. "Mudar é bom"

. "O amor veio para ficar"

. Parabéns Ritas

. "Quem é vivo sempre apare...

. Uma casa portuguesa

. "Play sempre"

.arquivos

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Agosto 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

Domingo, 29 de Março de 2009

Crescer

Joana pensava que pertencer ao clube dos adultos, seria pertencer a um mundo de certezas, pertencer a um mundo de seguranças, onde medos não teriam licença de entrar. Mas eis, senão quando, Joana cresce e adquire o bilhete de entrada para o clube, para o clube dos grandes. E pensa que agora saberá sempre o que dizer, saberá sempre o que fazer, as dúvidas e as lágrimas mudam de residência, irá sempre confiar em si, nas suas potencialidades e o outro verá e sentirá tudo isto. No entanto, constata que a fórmula de sucesso do mundo dos crescidos não existe, porque crescer não se mede aos palmos nem encaixa com idades cronológicas. Temos que passar pelas coisas, temos que ganhar, temos que perder, temos que rir, chorar, não conseguir mas voltar a tentar. Não existem fórmulas, e um adulto não saberá sempre o que dizer, não saberá sempre o que fazer, terá medos, irá sentir-se inseguro. Talvez aprenda a tapar um pouco melhor as suas fragilidades, aprenda a chorar para dentro ou a esperar um sítio mais recolhido para o fazer. Mas sem dúvida que o crescido tem um ponto a seu favor, soma mais experiências, mais frustrações e vitórias, taças que lhe mapeiam os passos com mais sensibiliade, astúcia e sabedoria. E sabes Joana há uma coisa que está nas nossas mãos e que irradiamos ao outro, que é simpatizar-mos connosco, procurar melhorar, aprender, encontrar, mudar, pura e simplesmente por nós! E isto sim é crescer e faz-se com luta, perseverança e dia após dia até ao fim, porque ninguém pára de crescer, de ser crescido!


publicado por teladosentir às 17:11

link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
|

Domingo, 22 de Março de 2009

Ser poeta

"Ser poeta é ser mais alto, é ser maior... é ser mendigo e dar como quem seja rei do reino de aquém e de além dor... é ter cá dentro um astro que flameja, é ter garras e asas de condor... é ter fome, é ter sede de infinito... é seres alma e vida em mim e dizê-lo cantando a toda a gente" (Ser poeta, Florbela Espanca).

 

Ser poeta é ter o dom inato de olhar tudo o que mexe dentro e fora de si, que vive refém da necessidade de o pôr em palavras. É grande porque vê para além do horizonte, sem medo daquilo que está para além dessa linha. Pode ser pobre, ser mendigo, mas é dono de territórios, viajante de pés no chão, dono de tudo o que toca, de tudo o que vê. É saber que tem em si garras, dentes, sangue e lágrimas, mas também sorrisos, esperança e asas para voar. É ter fome de conhecer, de tocar as coisas, de as sentir verdadeiramente, sem medo de passar a ponte. Ser poeta é gostar de chocolate porque as palavras tornam-se doces e lindas, tornam-se canção que mesmo dura não fere, melodia que fica. E acredito que em cada um de nós mora um poeta porque tudo o que temos cá dentro e tudo o que está lá fora, é poesia. Os afectos são poesia, as pessoas são poesia, a natureza é poesia pura, já escrita. E a poesia não se esgota, há sempre um novo olhar que dá vida às coisas...


publicado por teladosentir às 20:04

link do post | comentar | ver comentários (2) | favorito
|

Quarta-feira, 18 de Março de 2009

Hino do simples

Vale a pena venerar um abraço,

Idolatrar o sorriso, abrir a porta à esperança,

Vale a pena parar para escutar, para te ouvir,

Parar para me ouvir,

Vale a pena parar, e sentir o cantar dos céus,

Sentir o calor da vontade, do desejo,

Vale a pena contemplar a beleza de tudo o que mexe,

Da flor que cresce rosada e confiante,

Da erva daninha que persiste apesar de não ser convidada,

Do caracol que sem pressa, alcança sempre o destino,

Do lince que suavemente caminha,

Vale a pena parar e olhar o rio,

Rio que galga o seu trilho como se o tocasse pela primeira vez,

Vale a pena parar e sentar afectos connosco,

Vale a pena procurar o tributo do simples,

Vale a pena aquele momento,

Aquele momento de partilha,

De encontro com a luzinha que mora em nós,

Luz que encanta o seu dono e que ilumina quem passa... 

 


publicado por teladosentir às 19:49

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Quarta-feira, 11 de Março de 2009

A espera

Tenho escrito pouco porque não sei esperar, tenho escrito pouco porque estou asfixiada pelas metas, pelas chegadas e esqueço o prazer do passeio, esqueço o prazer de sentir o que agora é meu. Acho que sofro de estrabismo fulminante, pois não sei olhar para o que detenho, não sei valorizar o que detenho, porque estou centrada no que quero alcançar, naquilo que acho que fará toda a diferença. Sei que tenho saúde, sei que felizmente não sofro de uma doença complicada, o meu corpo mexe bem, a minha cabeça move-se de forma razoável, tenho uma casa acolhedora, uma viatura que me transporta, família e amigos topo de gama e um emprego. Sei de tudo isso, e quero agradecer aos céus e a algumas personagens terrenas, por isso. Mas pronto, continuo a esquecer que sou detentora de tesouros, sou uma tonta insatisfeita que não sente o presente porque está sempre um passo à frente. E quero ser diferente, quero direccionar a lupa para o "aqui-e-agora", quero saber esperar, quero aproveitar o que agora é meu, olhar muito bem para o que possuo e sentir-me bem assim. 


publicado por teladosentir às 20:48

link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Domingo, 1 de Março de 2009

Caminhando

Caminho para chegar lá porque o cá não é já suficiente,

Caminho para aí porque aqui está frio,

Caminho para encontrar o que quero agarrar,

Caminho para lá porque cá estou só,

Caminho para aí porque aqui me sinto pouco só,

Caminho para olhar o que já tenho,

Corro para apanhar quem me faz falta,

Corro sem medo e passo pela ilha das incertezas,

Corro para chegar primeiro e preparar o espaço para ti,

Corro para abraçar quem de mim precisa, sei que também vou precisar,

Corro e descanso porque não tenho pressa de chegar,

Caminho e desfruto aquele sorriso,

Caminho e sinto aquele cheiro,

Caminho para te alcançar mas sem pressa porque sei que não partes sem mim,

Corro para aqueles braços que me agarram quando preciso,

Caminho sem pressa para a via verde da vida!

 

  

 


publicado por teladosentir às 20:05

link do post | comentar | ver comentários (7) | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Março 2010

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
26
27

28
29
30
31


.tags

. todas as tags